Se você não caiu —o que poderia provocar uma fratura—, nem tem histórico de doenças, como osteoporose ou hérnia de disco, mas passa muito tempo sentado na mesma posição para trabalhar ou assistir à TV, e anda estressado, dormindo mal e de vez em quando até exagerando nos exercícios físicos, é provável que se estiver com dor nas costas o problema seja muscular.

“Embora aguda, geralmente essa dor é benigna e, com o passar dos dias, tende a melhorar por completo. Se você for jovem, saudável e não tiver nenhuma alergia, pode se automedicar com analgésicos e fazer compressas. Em até 48 horas, o alívio começa a ser percebido”, informa Alberto Gotfryd, ortopedista, especialista em coluna.

Gotfryd alerta que as dores nas costas devem receber uma atenção maior, cabendo até ida a um pronto-socorro, se piorarem, forem persistentes, incapacitantes e, principalmente, se vierem acompanhadas de formigamentos, febre, náuseas e irradiarem para outras partes do corpo, como braços e pernas.

Crianças, idosos e pessoas com antecedentes de câncer, que pode dar metástase na coluna, precisam passar por uma investigação o mais rápido possível.

  • Confira a entrevista completa no site da UOL clicando nesse link.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.