Cirurgias de coluna são seguras e previsíveis. Apesar do tratamento não cirúrgico ser predominante para problemas de coluna, existem situações em que cirurgias são necessárias, pode serem mais eficazes que tratamentos conservadores. Exemplos comuns são hérnia de disco acompanhadas de fraqueza muscular (déficit neurológico), deformidades progressivas na coluna (como escoliose), além de traumas e tumores com instabilidade mecânica. Nesses casos, insistir no tratamento conservador pode colocar em risco as funções neurológicas da coluna.

Atualmente, existem técnicas cirúrgicas avançadas, seguras e pouco agressivas para cada tipo de problema vertebral.

Entenda nessa seção as principais indicações, vantagens e técnicas cirúrgicas para problemas comuns de coluna.

Artrodese é termo ortopédico que significa fusão de articulação, podendo ser realizada em qualquer parte do corpo, como mão, pé, tornozelo ou joelho. Na coluna vertebral, trata-se de cirurgia frequente, indicada para tratamento de espondilolistese, deformidades vertebrais, fraturas, tumores e outros. Leia mais

Cirurgia na coluna serve para solucionar problemas de vértebras (osso), discos (cartilagem) ou de nervos. As cirurgias podem ser na região cervical (pescoço), dorsal (meio das costas) ou lombar (parte mais baixa da coluna). Leia mais

Estreitamento do canal lombar é o principal motivo de cirurgia de coluna em idosos. Nesse caso o médico especialista em coluna realiza descompressão do canal vertebral e liberação da pressão sobre os nervos. Entenda como é feito procedimento de forma minimamente invasiva.

Leia mais

Cirurgia de escoliose é necessária para curvas graves. A indicação de cirurgia depende da magnitude e da localização da curva, além da idade do paciente. Na escoliose idiopática do adolescente, a cirurgia comumente é indicada para curvas maiores que 45 a 50 graus. O principal benefício da cirurgia de escoliose é prevenir problemas cardíacos e pulmonares decorrentes da deformidade da coluna, além da melhora estética. Leia mais

Conheça as principais cirurgias e técnicas cirúrgicas mais comuns da coluna cervical.

ACDF (Discectomia e artrodese cervical anterior)

Trata-se de técnica consagrada para tratamento de hérnia cervicais com compressão medular ou radicular. É realizada por via de acesso cervical anterior (pescoço), sendo feita remoção do disco intervertebral que faz compressão nos nervos. O espaço criado é preenchido por cage (espaçador) e enxerto ósseo, podendo-se adicionar placa e parafusos.

Leia mais

Técnicas cirúrgicas mais comuns da coluna lombar:

Microdiscectomia

Trata-se da remoção de pequenos fragmentos de disco intervertebral deslocados, responsável por compressão nervosa e, consequentemente, dor ciática. Essa técnica pode ser realizada com auxílio de microscópio e pequeno dilatador tubular. A retirada do fragmento herniado provoca melhora da dor ciática. Não há necessidade de repouso. É permitido andar no mesmo dia, retornar ao trabalho sem carga em poucos dias e praticar esportes integralmente em algumas semanas. Leia mais