Fraturas por osteoporose na coluna são conhecidas também como fraturas por insuficiência. Ocorrem devido à fragilidade vertebral consequente à menor densidade óssea. Esse tipo de lesão geralmente ocorre após quedas, embora possam surgir após mínimo ou nenhum trauma.

Um terço das fraturas por osteoporose na coluna são espontâneas, ou seja, ocorrem sem nenhum trauma.

Imagem microscópica ilustrando a progressão da osteoporose. O osso se torna mais poroso e frágil.

Sintomas

  • Dor nas costas é o principal sintoma de fratura por osteoporose e ocorre na região da vértebra fraturada, sendo mais comum na coluna dorsal (meio das costas) e na lombar (inferior das costas);
  • Assintomáticas: alguns pacientes não apresentam sintomas e poderão descobrir o problema acidentalmente (por exemplo, ao realizarem radiografia do tórax);
  • Deformidade: fraturas por osteoporose podem aumentar a cifose torácica e deformidade tipo corcunda. O aumento da cifose torácica costuma ocorrer de forma lenta e gradual, acentuando-se a cada nova fratura.


Fraturas na coluna por osteoporose

Diagnóstico por imagem

Após exame físico minucioso feito médico especialista em coluna são necessários estudos por imagem. Os principais exames utilizados para diagnóstico de fraturas por osteoporose na coluna são: 

  • Radiografias: primeiro e mais simples exame de imagem. Radiografias tipo panorâmicas são melhores para estudo do alinhamento da coluna. As radiografias, entretanto, não são capazes de fornecer diagnóstico em todos os casos.
  • Tomografia computadorizada (TC): exame subsequente à radiografia simples. A tomografia permite análise mais precisa da anatomia óssea. A combinação entre radiografia e tomografia é suficiente para conduta médica na maioria dos casos, embora nem todos pacientes necessitem de TC.
  • Ressonância magnética (RM): útil em casos onde há dúvida se a fratura é nova ou antiga. Além disso, RM deve ser solicitada nos casos de lesão neurológica ou quando há suspeita de ruptura ligamentar associada.
  • Densitometria óssea: exame importante para avaliação da qualidade óssea, não sendo utilizado para diagnóstico de fratura. Avalia-se a densidade óssea na coluna, no quadril e no punho, classificando essas regiões em normal osteopênica ou osteoporótica. 

Exames diagnósticos para fraturas por osteoporose na coluna. As fraturas estão indicadas por setas amarelas.

Tratamento da fratura por osteoporose

  • Medicamentoso (analgesia): As drogas mais utilizadas são analgésicos simples, opióides e miorrelaxantes. Anti-inflamatórios devem ser evitados ou usados com cautela em idosos, devido a potenciais complicações renais e gástricas.
  • Coletes: têm por finalidade restringir movimentos da coluna que provocam dor. Os modelos variam de acordo com a localização da fratura (torácica e lombar). Nem todos os pacientes precisam usar coletes ou não se adaptam aos mesmos.

Colete para tratamento de fratura lombar.

Colete para tratamento de fratura torácica.

  • Cirurgia: Indicada se houver persistência da dor, mesmo com tratamento clínico. As técnicas mais utilizadas são a vertebroplastia e a cifoplastia. Nelas, introduz-se pequena quantidade de cimento ósseo no interior da vértebra fraturada, através de finas cânulas inseridas pela pele. O cimento ósseo possui efeito de estabilização da fratura, promovendo melhora da dor.
Injeção de cimento ósseo em vértebra fraturada.

Injeção de cimento ósseo em vértebra fraturada.

Paciente com fraturas por osteoporose possuem maior risco de novas fraturas. Dessa forma, é fundamental que seja realizado tratamento medicamentoso da osteoporose, além do tratamento ortopédico.

 

Fatores de risco para osteoporose

  • Mulheres pós-menopausa;
  • Sedentários;
  • Baixo peso corpóreo;
  • Fumantes;
  • História familiar de osteoporose;
  • Uso crônico de corticóides.

Prevenção da osteoporose

As medidas mais importantes para prevenir osteoporose são:

  • Dieta adequada (rica em cálcio, vitamina D, proteínas e calorias);
  • Praticar exercícios físicos (30 minutos, 3x por semana);
  • Não fumar;
  • Não beber em excesso;
  • Expor corpo ao sol (preferencialmente pela manhã);
  • Evitar uso excessivo de corticóides.

Prevenção de quedas

Muitas fraturas podem ser evitadas com simples medidas para reduzir risco de quedas, tais como:

  • Retirar tapetes ou fios soltos em casa;
  • Manter a casa bem iluminada, inclusive à noite no caminho para o banheiro;
  • Tomar cuidado com pisos escorregadios no banheiro;
  • Usar de corrimão bilateral nas escadas.

FAQ – Perguntas mais frequentes

O que causa osteoporose?

A osteoporose está relacionada ao envelhecimento, alterações hormonais (como queda estrogênio), redução de vitamina D e de cálcio. Esses fatores diminuem a quantidade de cálcio no osso e promovem seu consequente enfraquecimento.

Que médico trata osteoporose?

Osteoporose pode ser tratada por diferentes especialidades médicas como endocrinologia, ginecologia, reumatologia ou ortopedia.

O que causa fratura da coluna por osteoporose?

A osteoporose provoca fragilidade óssea, que o torna susceptível a fraturas após mínimo ou nenhum trauma.

Quem pode ter osteoporose?

Osteoporose acomete, principalmente, mulheres após menopausa. Porém há outras condições que também levam ao problema.

Posso ter fratura por osteoporose e não saber?

Sim. Parte das fraturas por osteoporose é assintomática (não gera dor ou incapacidade).

Quanto tempo leva para consolidar (cicatrizar) a fratura na coluna?

O tempo médio para consolidação de fratura por osteoporose na coluna é de 90 dias (3 meses).

Preciso usar colete para fratura da coluna?

Alguns pacientes se sentem melhor com colete, pois há restrição de movimentos que causam dor. Outros, entretanto, sentem desconforto com a imobilização. Dessa forma, a decisão entre usar ou não colete é feita a cada caso.

Precisa dormir com colete?

A maior parte dos médicos recomenda usar colete durante o dia e retirá-lo à noite para dormir.

Tive uma fratura por osteoporose. Posso ter outras no futuro?

Sim. Uma fratura por osteoporose é fator de risco para novas fraturas. Por isso é fundamental tratar a causa do problema.

Fratura da coluna por osteoporose deixa sequela?

A maior parte das fraturas não deixa sequela funcional. Porém, se o achatamento for significativo ou ocorrerem múltiplas fraturas pode haver aumento da cifose torácica (corcunda) e dor crônica.

4 respostas
  1. Gleides
    Gleides says:

    Boa tarde , estou presisando de ajuda meu pai está muito mal da coluna. Está quebrado muito
    E já tem hum ano e médicos da minha cidade não dá huma solução pra ele , só fala que ele tá com osteoporose

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.