Cistos sinoviais são comuns em articulações periféricas como mão, pé e joelho. Contudo, também podem aparecer no interior da coluna e comprimir nervos. Conheça as principais perguntas e respostas sobre o assunto.

O que é articulação sinovial?

Articulação sinovial é tipo comum de junta do corpo humano. Articulações sinoviais possuem membrana sinovial que as envolvem. Além disso, no interior dessa membrana existe líquido sinovial, de aparência clara e citrina. Esse líquido tem função de manter a articulação “lubrificada”.

O que é um cisto sinovial na coluna? Por que ele se forma?

A membrana sinovial (que envolve a articulação) pode degenerar (envelhecer) e se deformar, de modo a surgir uma pequena bolsa preenchida por líquido sinovial. Essa bolsa se chama cisto sinovial. Na coluna, cistos sinoviais podem aparecer dentro do canal vertebral, de modo a “disputar” espaço com nervos e comprimí-los. A região lombar é a mais acometida por cistos sinoviais.

Fotografia da coluna articulação

Articulações entre vértebras na coluna são do tipo sinovial (em rosa).

Quais os sintomas de cisto sinovial na coluna?

Cistos sinoviais na coluna se tornam sintomáticos quando passam a comprimir nervos. Dessa forma, o médico especialista em coluna avalia sinais e sintomas de compressão nervosa, como:

  • Dor irradiada para os membros inferiores (dor ciática);
  • Choque e formigamento nos membros inferiores;
  • Perda de força nas pernas.

Qual melhor exame de imagem para diagnóstico de cisto sinovial na coluna?

O melhor exame de imagem para avaliação de cisto sinovial na coluna é ressonância magnética. Frequentemente, são solicitadas radiografias complementares, para análise da estabilidade mecânica da coluna.

Ressonância magnética da coluna

Ressonância magnética da coluna com cisto sinovial (seta amarela).


VEJA TAMBÉM:

Cisto sinovial pode virar câncer?

Não. Cistos sinoviais são lesões degenerativas benignas que não malignizam (não há risco de se tornarem câncer).

Quais tratamentos para cisto sinovial na coluna?

O tratamento depende dos sintomas. Casos de compressão neurológica leve podem ser tratados conservadoramente com medicações e fisioterapia. Casos de dor irradiada persistente ou associada a déficit neurológico têm indicação de cirurgia.

Casos de dor irradiada persistente ou associada a déficit neurológico têm indicação de cirurgia.


Quais cirurgias são indicadas para cisto sinovial da coluna?

Há dois tipos de cirurgia para cistos sinoviais. A primeira é a simples ressecção da lesão, que pode ser feita por microcirurgia ou endoscopia de coluna (ambas opções minimamente invasivas). Nessa situação, não há necessidade de colocação de implantes metálicos. Porém, alguns casos apresentam instabilidade mecânica (frouxidão excessiva entre vértebras na coluna). Para essa situação é preciso estabilização da coluna, procedimento chamado artrodese (ou fusão) do segmento acometido, com utilização de parafusos ósseos pediculares.

Imagem de cisto sinovial da coluna

Ilustrações de ressecção minimamente invasiva de cisto sinovial da coluna. Imagem à esquerda mostra o posicionamento do tubo, enquanto à direita mostra a visão do cirurgião.

Há restrições após cirurgia de retirada de cisto sinovial?

As orientações dependem do tipo de cirurgia realizada. No caso de ressecção simples do cisto, não há necessidade de repouso. Caminhada é autorizada no mesmo dia da operação e esportes encorajados após cicatrização da ferida. No caso de artrodese da coluna, permite-se caminhar no dia seguinte da cirurgia, porém esportes devem ser evitados nos primeiros 3 meses, período em que ocorre a consolidação óssea.

Depois da cirurgia o cisto sinovial da coluna pode voltar?

Sim, cistos sinoviais da coluna podem recidivar (reaparecer) nos casos de ressecção simples. Em caso de artrodese (fusão) da coluna, o risco de recidiva local é minimizado.

 

 

2 respostas
  1. sidnei amaro cardoso
    sidnei amaro cardoso says:

    Cisto intrarraquidiano entre L5 (VT) e S1 lateralmente à direita, com aparente origem na porção descendente da raiz S1 direita, que interpreto como um cisto MENINGEO EXTRATURAL do tipo II da classificacão de NABOR et al. (cisto de Tarlov), esses são termos técnicos copiadas do exame de Ressonância Magnética da Coluna Lombar, estou com esse problema preciso de informacão especializada com as seguintes perguntas, tem jeito de conseguir resolver sem ter que fazer cirurgia, existe algum remédio que dissolva esse cisto ou um tratamento específico, estou fazendo fisioterapia mas tivemos até agora recuperação lenta.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.