Lordose lombar é curvatura normal da coluna. Todas as pessoas devem ter. É a região mais baixa das costas, curvada para “dentro”. Entretanto, aumento ou diminuição excessiva da lordose podem trazer problemas posturais.

O que é lordose e onde fica?

Lordose é uma curvatura normal da coluna vista de lado, em que voltada “para dentro”. Existem duas localizações nas quais a coluna vertebral é lordótica: lordose cervical e lombar. Entre essas regiões há a cifose torácica, em que a coluna é curvada “para fora”. Essas curvaturas aparecem logo na infância, quando a criança passa a ficar em pé e andar. Graças a elas, conseguimos nos equilibrar em pé.

Desenho de coluna vertebral vista de lado. A seta de cima representa a lordose cervical e a de baixo, lordose lombar.

Desenho de coluna vertebral vista de lado. A seta de cima representa a lordose cervical e a de baixo, lordose lombar.

Como a lordose lombar varia entre as pessoas?

O tamanho da lordose lombar que é considerado “normal” é muito amplo e depende de alguns fatores, sendo os principais:

  • Raça – negros, em média, têm lordose mais acentuada que brancos.
  • Gênero – mulheres, em média, têm maior lordose que homens.
  • Idade – jovens têm maior lordose que idosos.

Causas de aumento da lordose

São conhecidas como causas de aumento da lordose lombar doenças como distrofias musculares, nanismo e alguns tipos de artrites. Nessas situações, o aumento da curvatura da coluna ocorre por mecanismos distintos de cada afecção.

Como o corpo humano se adapta ao aumento ou à redução da lordose lombar?

O corpo humano é capaz de se adaptar a coluna com mais ou menos lordose por meio de mecanismos compensatórios. Por isso, a grande maioria das pessoas convive bem com sua coluna, desde que não haja exageros, seja no aumento ou na redução da lordose lombar.

Causas de redução da lordose

A redução da lordose pode ocorrer por diversos motivos e pode ser tanto transitória quanto definitiva. A principal causa de redução transitória é dor na região lombar (lombalgia). Ou seja, durante crise dolorosa há retificação da lordose na coluna lombar ou da lordose cervical que normaliza após melhora da crise dolorosa.

Por outro lado, o envelhecimento natural provoca redução da lordose lombar, devido ao achatamento dos discos intervertebrais e afrouxamento das articulações da coluna. Além disso, outros fatores que podem contribuir para perda da lordose lombar são fraturas por osteoporose da coluna e espondilolistese. Por fim, há causa iatrogênica, ou seja, ocasionada por cirurgia de coluna malsucedida.

Sintomas

A grande maioria das pessoas com aumento ou redução da lordose lombar não apresenta sintomas nem precisa de tratamento.

Entretanto, dentre os sintomáticos, a principal queixa de alteração da lordose lombar é dor nas costas. Casos mais graves podem ter desalinhamento do corpo. O desalinhamento mais comum é a anteriorização do tronco, onde a cabeça e o tórax ficam projetados para a frente. Nessa situação, são frequentes fadiga muscular, em especial da musculatura da parte da frente das coxas. A perda crônica da lordose lombar é associada a piores índices de qualidade de vida.

Diagnóstico

Caso exista suspeita de alteração da lordose lombar, procure médico ortopedista especialista em coluna.

O diagnóstico do problema é feito com exame físico no consultório, além de radiografias (RX) panorâmicas da coluna. Nesse exame de RX, o médico poderá medir a lordose e a cifose dorsal em graus. Essa combinação entre exame clínico e radiográfico é suficiente para o diagnóstico dos problemas de alinhamento da coluna vertebral.

Por fim, em alguns casos, pode ser necessário investigação mais detalhada da coluna com ressonância magnética, para descartar outras causas de dor lombar.

Radiografia panorâmica da coluna é exame importante para avaliação do alinhamento vertebral.

Radiografia panorâmica da coluna é exame importante para avaliação do alinhamento vertebral.

Tratamentos

A maioria das pessoas com aumento ou redução da lordose lombar não precisará de tratamento específico, uma vez que são assintomáticos. Por outro lado, manter rotina de exercícios aeróbicos, associados a fortalecimento da musculatura do tronco são hábitos benéficos, independente do formato da coluna.

Casos de dor lombar podem ser tratados com exercícios fisioterápicos posturais, como, Fisioterapia para dor lombar, RPG (reeducação postural global) e Pilates. Além disso, durante a crise, medicações analgésicas, relaxantes musculares e antiinflamatórios podem ser utilizados por curtos períodos. Coletes não são indicados nesses casos.

Por fim, casos graves de desalinhamento da coluna, com dificuldade para marcha e atividades diárias podem necessitar de cirurgias ortopédicas corretivas.

FAQ – Perguntas frequentes

 

O que é lordose?

Lordose lombar é curvatura normal da coluna. Todas as pessoas devem ter. A curva lordótica limbar é aquela região na parte mais baixa das costas, curvada para “dentro”.

O que é lordose lombar?

Lordose lombar é a curvatura “para dentro” da coluna vista de lado localizada logo acima da bacia.

O que é lordose cervical?

Lordose cervical é a curvatura “para dentro” da coluna vista de lado logo abaixo do pescoço.

O que é retificação da lordose cervical?

Retificação da lordose cervical é o termo utilizado para descrever a redução da curva lordótica, ou seja, o pescoço se torna mais plano do que deveria. Existem diversas causas para isso, uma delas é dor no pescoço.

Como tratar lordose?

Lordose é curvatura normal e não requer tratamento específico. Casos de lordose exagerada (hiperlordose) ou reduzida (hipolordose) são tratados de acordo com as diferentes causas do problema.

O que é acentuação da lordose lombar?

Acentuação da lordose lombar é o termo usado para descrever o aumento da curvatura da coluna lombar vista de lado. Na maioria das vezes a acentuação da lordose lombar não causa sintomas.

Como corrigir a lordose lombar?

Lordose lombar é curva fisiológica da coluna. Quando há aumento da lordose associado a dor, exercícios fisioterápicos, como RPG, podem ser indicados.

Por que a lordose aumenta?

O tamanho da lordose lombar considerado como “normal” é muito amplo e depende de alguns fatores, sendo os principais: raça, gênero e idade.

Aumento da lordose causa dor na coluna?

Nem sempre. Muitas pessoas possuem aumento da lordose lombar e são assintomáticas. Por outro lado, é descrita associação de lombalgia (dor na coluna lombar) e aumento da lordose.

Quais sintomas de hiperlordose lombar?

A grande maioria das pessoas com aumento ou redução da lordose lombar não apresentará sintomas e não precisará de tratamento. Entretanto, dentre os sintomáticos, a principal queixa de alteração da lordose lombar é dor nas costas.

Como saber se a lordose é normal?

Caso exista suspeita de alteração da lordose lombar, procure médico ortopedista especialista em coluna. O diagnóstico do problema é feito com exame clínico no consultório, além de radiografias (RX) panorâmicas da coluna.

Qual tratamento para aumento da lordose lombar

A maioria das pessoas com aumento ou redução da lordose lombar não precisará de tratamento específico, uma vez que são assintomáticos. Por outro lado, manter rotina de exercícios aeróbicos, associados a fortalecimento da musculatura do tronco são hábitos benéficos, independente do formato da coluna. Fisioterapia também é ferramenta importante no tratamento da hiperlordose lombar.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.